10 benefícios da amêndoa para a saúde

É um dos fruto de excelência do Algarve e tem benefícios comprovados para o organismo.

Por esta altura do ano, as amendoeiras cobrem-se de branco num manto que dá gosto ver. São flores que dentro em pouco dão lugar a amêndoas, fruto muito típico e querido do Algarve, principalmente na zona do Barrocal, onde encontrou condições climáticas propícias ao seu desenvolvimento. O In Algarve foi saber porque devemos consumir este fruto seco e benefícios não faltam.

1 – Sistema Cardiovascular

Especialistas em saúde acreditam que o consumo diário de amêndoa pode ajudar a reduzir o risco de doenças do coração até 50%, por ter gorduras insaturadas, proteínas, potássio e antioxidantes. Além destes, o magnésio presente no fruto contribui na prevenção de ataques cardíacos.

2 – Prevenção da osteoporose e formação de ossos e dentes

As quantidades de magnésio e fósforo presentes na amêndoa ajudam a prevenir a osteoporose, tal como o cálcio, contribuem para a formação dos ossos e dentes.

3 – Prevenção do cancro

A amêndoa é muito rica em antioxidantes, como a Vitamina E e do complexo B, que têm uma excelente atuação na prevenção de doenças cancerígenas.

4 – Benefícios para o cérebro e combate ao Alzheimer

A amêndoa ajuda a proteger as células do cérebro e, em simultâneo, melhora a circulação do sangue. O reforço da atividade cerebral é ainda benéfica para combater doenças como o Alzheimer. É também muito aconselhada para as crianças, contribuindo para melhorar a memória.

5– Prevenção do colesterol

Este fruto é um ótimo aliado na prevenção do colesterol mau e no aumento do colesterol bom, por ser uma enorme fonte de vitamina E, de acordo com um estudo publicado no jornal da Associação Dietética Americana.

6 – Controlo de peso

Uma mão cheia de amêndoas é o suficiente para se sentir satisfeito e sem mais apetite, por ter um grande teor de proteína. Por isso, é um excelente fruto seco para manter um peso saudável, além da gordura que possuir ser insaturada e, por isso, saudável para o organismo.

7 – Diminuir a tensão alta

O potássio, que dos minerais é o mais abundante na amêndoa, é também um poderoso aliado para quem sofre de hipertensão. O consumo diário de amêndoa ajuda a regular a tensão.

8 – Proteger contra a diabetes

As fibras presentes neste fruto contribuem para travar o aumento do nível de açúcar no sangue, controlando o risco de diabetes.

9 – Fonte de energia

A amêndoa contribui para o organismo ter mais energia. A presença de uma boa quantidade de calorias de qualidade, aliadas ao manganês, cobre e riboflavina, contribui para o aumento da produção de energia e acelera o metabolismo.

10 – Retarda o envelhecimento da pele

Se quer ter uma pele saudável, o melhor é comer amêndoa. Os antioxidantes presentes no fruto protegem a pele dos efeitos oxidativos e criam uma proteção contra os raios ultra-violeta, prevenindo o envelhecimento da pele.

(Fonte inAlgarve)

Anúncios

O tomilho-cabeçudo é uma espécie endémica no Algarve, mas tem uma distribuição muito restrita pelo Sotavento

O tomilho-cabeçudo é uma espécie endémica no Algarve, mas tem uma distribuição muito restrita pelo Sotavento

Indiferente ao solo, tanto se dá no Litoral como no Barrocal, mas só existe no Algarve. O tomilho-cabeçudo, também usado para temperos, tem uma distribuição muito restrita no Sotavento algarvio e, por isso, precisa ser preservado.

O tomilho-cabeçudo, ou Thymus lotocephalus, é uma espécie que tanto se dá em solos calcareníticos como nos solos arenosos ácidos do Litoral, ou em pinhais abertos ou em clareiras de matos, sobre solos calcários do barrocal algarvio.

O inverno é o período mais difícil para o tomilho-cabeçudo, que não reage bem às adversidades da meteorologia. Mas pelas últimas chuvas da estação, a espécie renova folhagem, para no final da primavera despontam as ‘cabeças’ que irão florir e dar a cor violeta à planta. São essas flores, demasiado grandes para a planta, que não ultrapassa os 20 cm de altura, que diferenciam esta espécie com o nome ‘cabeçudo’.

Além de preencher a paisagem com uma bela cor violeta, o tomilho-cabeçudo é também uma planta muito aromática, usada em diversos pratos gastronómicos algarvios, principalmente na zona Barrocal. É exemplo disso a cataplana de cavala, batata-doce e tomilho-cabeçudo ou pratos de caça.

Por ser uma espécie de distribuição restrita, o seu estado de preservação é difícil, tornando-a numa das espécies mais raras do Sotavento algarvio. Por este motivo e pela pressão urbanística sentida principalmente na zona litoral do Algarve, o tomilho-cabeçudo é uma espécie que tem o estatuto de conservação nacional e está protegido pela Convenção de Berna.

Ainda assim, têm sido esforços para proteger e desenvolver esta espécie, nomeadamente através de viveiros controlados, que servem também as cozinhas algarvias.

(Fonte In Algarve)